segunda-feira, 9 de janeiro de 2017

Operação "Leão do Norte" e perguntas sem respostas

Operação "Leão do Norte": após 26 dias, tropas do Exército deixam o Grande Recife
Forças Armadas realizaram cerca de 3.900 ações durante 'Operação Leão do Norte'
Ao longo de 26 dias, efetivo esteve no comando da segurança do Grande Recife com 3.500 homens do Exército, Marinha e Aeronáutica. Operação foi encerrada terça (3)
comentários:
Esse foi mais um dos" presentes de Natal" que centenas de companheiros do exército receberam .Além de passarem o Natal e o ano novo bem longe de seus familiares, recebendo a miserável e ordinária porcentagem de 2% do soldo ,ridículo, por cada dia de risco de vida em Pernambuco.E, para nos deixar ainda mais indignados, revoltados, descrentes com quem nos comanda, o General Villas Bôas , comandante do exército, ainda posta uma declaração, no mínimo infeliz- em pleno Natal e ano novo- afirmando, ele próprio, que ,em 2017, será ainda pior para todos nós, com relação aos nossos desprezíveis vencimentos.Ora, o lindo estado que deu origem à formação do exército de Caxias-Pernanbuco- depois desta greve dos PMs, muito provavelmente será o 22 estado brasileiro a pagar sua PM muito melhor do que o Brasil paga de vencimentos HUMILHANTES, VEXATÓRIOS, VERGONHOSOS E DEPLORÁVEIS aos militares das Forças Armadas.Logo,logo virão 35 anos de trolha ,de tempo de serviço, como um verdadeiro presente de grego ,consentido e acordado, pelos três comandantes das Forças Armadas como "reconhecimento" pelos valorosos serviços prestados por todos nós,militares das Forças Armadas, a esse país de vagabundos, ladrões,saqueadores dos cofres públicos, pixulequentos, corruPTos,distribuidores e receptadores de bacalhaus-propinas-formadores de Organização Criminosa,verdadeiros ratos de esgoto.Pilantras, lixos! Os Odebrechts, os Schains,todos os pilantras que saquearam o Brasil,ano que vem , possivelmente,estarão comemorando o Natal com seus filhotes de corruptos bilionários e nós, muito provavelmente, estaremos reforçando a segurança em um dos últimos três estados brasileiros aonde as Polícias Militares ainda recebem menos que nós.E, quando deixarmos aqueles estados, como agora deixamos o de Pernambuco, a única certeza que teremos será a de que contribuímos para que mais uma Polícia Militar receba vencimentos melhores que os nossos. Não culpem presidentes desta república por termos vencimentos deploráveis.Os verdadeiros responsáveis usam a mesma farda que usava o presidente Castello Branco.O presidente honrado que hoje é acusado de ditador por essa corja de ladrões que tomou conta das nossas instituições e que se juntou àqueles empreiteiros vagabundos e aos políticos ladrões do PT,PSDB,PP PMDB para saquearem o Brasil.Arrombaram o Brasil!!! Adivinha quem vai pagar a conta? Lixos é o que são!!! Parabéns ao Comandante Geral da Gloriosa Polícia militar do espetacular estado de Pernambuco (o mesmo estado do atual Ministro da Defesa ,Raul Jungmann,que afirmou ,dentro do Congresso nacional, que o presidente Michel Temer irá valorizar os nossos vencimentos, ainda em 2017) ,parabéns,repito, ao Comandante Geral da PM pernambucana, por ter conseguido fazer valer o pedido de reajuste salarial de seus subordinados e por ter nos poupado daquela cena ,"inesquecível", de vermos um general do exército chorando como criança ,quando recebe um presente de natal,com um bolo de aniversário na mão ofertado pelos PMs amotinados - receberam perdão pelo crime de motim e reajuste de vencimentos-em frente à Assembléia Legislativa da linda Salvador- muitos PMs estavam lá dentro-, Bahia.Cabe uma pergunta: Quando o comandante do exército ,Gen Villas Bôas, afirmou que teremos " reflexos negativos em nossos vencimentos em 2017" ,devido ao orçamento destinado às Forças Armadas,e,em particular,ao exército,ele estava completamente desinformado do que afirmou o ministro da Defesa ,dentro do Congresso Nacional- assisti ao vivo- de que o presidente desta república irá,já em 2017, valorizar os nossos vencimentos, ou o ministro da Defesa mentiu? Vergonha!!!
Respostas......

Nenhum comentário:

Postar um comentário