sexta-feira, 6 de março de 2015

PT faz manobra para se livrar da

PT faz manobra para se livrar da responsabilidade de possível falência da Petrobras


Risco de falência da Petrobras: Lula e o PT criam a  “Aliança pelo Brasil” para achar um “culpado”
Uma cortina de fumaça está sendo produzida com o intuito de manipular e confundir os brasileiros quanto aos verdadeiros responsáveis pela crise enfrentada pela Petrobras. Acaba de ser lançada a “Aliança pelo Brasil”. Formada por “representantes” de diferentes entidades como o Ministério Público do RJ, OAB, da política e do ensino acadêmico, “intelectuais”, (todos simpáticos ou ligados ao PT) teve sua primeira ação pública no final da tarde desta quarta-feira (25), no Rio de Janeiro.
Após organizar um esquema criminoso de desvios na estatal, o PT tenta agora livrar-se da responsabilidade pela crise que gerou na empresa, denunciando um “suposto” movimento de fragilização da estatal cujo objetivo seria desnacionalizá-la.
Assim como os demais argumentos estapafúrdios usados por Lula em sua busca desesperada por um “culpado” a “Aliança” também não consegue ser clara sobre quem, quando e onde estaria sendo “tramado” o golpe de misericórdia na empresa.
No afã de criar argumentos “factíveis”, os militantes da “Aliança pelo Brasil” (nome pomposo e apelativo, típico de picaretas vendedores de rifas) atiram para todos os lados,mas sem nenhuma denúncia concreta e objetiva.
Subestimando a inteligência das pessoas, os defensores da “Aliança” insinuam que a Operação Lava Jato (que tenta punir criminosos e recuperar o dinheiro roubado) serviria para abrir caminho para privatização ou a mudança no regime de partilha da Petrobras.
O fato é que apenas o governo do PT de Lula e Dilma possuem poderes para privatizar ou mudar o regime de partilha do pré sal. A crise na estatal tem sido “contornada” com um custo muito alto. O fato é que o governo não conseguirá continuar jogando a conta para o povo, através dos sucessivos aumentos nos preços dos combustíveis, aumento de impostos e tarifas públicas. Agora, com a pressão dos caminhoneiros para baixar o preço do Diesel, a situação ficou ainda pior.
Caso a crise da Petrobras se agrave, restarão poucas alternativas ao governo: Dilma será forçada a rever o regime de partilha de modo a arrecadar mais dinheiro com futuros leilões em áreas de exploração ou, na pior das hipóteses, privatizar a maior empresa brasileira, criada no dia 3 de outubro de 1953, pelo então presidente Getúlio Vargas. 
Absolutamente todas as desventuras e possíveis consequências negativas para a estatal, seus empregados e para o povo brasileiro são de responsabilidade do PT de Lula e Dilma. A famigerada  “Aliança pelo Brasil” foi criada para encontrar bodes expiatórios, para tentar colocar a culpa de uma possível bancarrota da Petrobras na imprensa, no mercado, nos Estados Unidos, na oposição, etc.
Os interesses da “Aliança pelo Brasil” vão além de encontrar “culpados” pela crise da Petrobras. Nos bastidores desta “Aliança”, corre um jogo sujo de interesses que visa ainda defender as empreiteiras corruptas envolvidas no escândalo do Petrolão, assegurando para muitos a continuidade de um esquema de desvios que movimenta bilhões de dólares dos cofres públicos e ajudam a financiar as campanhas de centenas de políticos.
Até mesmo a linguagem dos “membros” da “Aliança” lembram  bastante a forma elegante usada por Lula em seus discursos. Sobre a possibilidade da entrada de empresas estrangeiras em substituição das empreiteiras corruptas, o presidente do Clube de Engenharia, Francis Bogossian, foi bastante sutil: Para mim, quem diz isso deveria ser preso.”
http://dominiodofato.com.br/2015/02/26/risco-de-falencia-da-petrobras-lula-e-o-pt-criam-a-alianca-pelo-brasil-para-achar-um-culpado/54760

Nenhum comentário:

Postar um comentário