segunda-feira, 27 de junho de 2011

ANS volta a cobrar planos de saúde por uso do SUS

 ANS, planos de saúde, SUS

Depois de quase um ano sem cobrar as seguradoras de saúde pelas internações na rede pública, a Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) voltou a arrecadar dinheiro dos principais planos. Segundo a Folha de S. Paulo, entre 2008 e 2009, a ANS ficou sem cobrar esse valor, o que foi contestado pelo Tribunal de Contas da União. Sob pressão, agora as seguradoras terão que reembolsar o SUS.



Relatório feito a pedido da Folha revela que a agência voltou a emitir notificações para as operadoras em julho.

Nos cinco primeiros meses de 2011, a agência arrecadou R$ 25 milhões. O valor é superior à soma dos anos de 2008, 2009 e 2010. Neste ano, o valor efetivamente cobrado dos planos (sem direito a recurso administrativo) é de R$ 97 milhões, também superior à soma dos três anos anteriores. A diferença não foi paga ou está sendo contestada judicialmente.



Apesar de ser um serviço público de saúde, conveniados da rede privada de seguros são cobrados quando internados. É uma forma de garantir os serviços do SUS, diz o governo. Um estudo de 2008 da Universidade de São Paulo (USP) mostrou que no Brasil a saúde pública é subfinanciada – enquanto que a média mundial de gasto do governo por habitante com saúde está em US$ 806, no Brasil o valor não passa de US$ 280. No fim, quem paga por um serviço de seguro privado e se envolve, por exemplo, em um acidente, tendo que ser levado para um hospital da rede pública, acaba pagando e subsidiando o serviço para o restante dos usuários – já que o governo não o faz.



Lucas Hackradt

Nenhum comentário:

Postar um comentário